O Idoso e a Terapia Ocupacional

Você sabe como a Terapia Ocupacional pode ajudar no envelhecimento saudável ou patológico?

 

Com o aumento da longevidade, cresce paralelamente a prevalência de doenças crônica- degenerativas do cérebro como a Doença de Alzheimer, Demência vascular, Parkinson, Entre outras.

Vivenciar um declínio cognitivo e motor que resulte em perda da independência funcional é uma das perspectivas mais temidas do processo de envelhecimento e é, hoje, considerado o maior obstáculo para um envelhecimento saudável.

Neste sentido, a Terapia Ocupacional é a profissão que estuda o cotidiano humano e têm como objetivo a independência e autonomia nas atividades de vida diária (alimentar-se, higiene, banhar-se e vestir-se). Identifica estratégias capazes de prevenir a perda e preservar as capacidades cognitivas e motoras no processo de envelhecimento seja ele patológico ou saudável, utilizando como recurso terapêutico atividades de estímulo cognitivo que exijam atenção, sequenciamento, raciocínio lógico, orientação espaço-temporal; E para execução motora dessas atividades, utiliza de exercícios dirigidos que promovam a coordenação motora fina dos membros superiores que sofrem declínio com as patologias neurodegenerativas.

A profissão também trabalha em estreito contato com Geriatras, Fisioterapeutas, Psicólogos e Fonoaudiólogos para que de forma multidisciplinar possa trazer melhor qualidade de vida para o idoso.

 

Natalia Camargo Silveira

Terapeuta Ocupacional

Especialista em Gerontologia Clínica pela UNIFESP

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *